Angola

0

O termo Angola pode ter vários significados. Entre eles: um país africano, uma nação do candomblé, um toque de atabaque, um toque de berimbau, uma espécie de galinha, um estilo de capoeira e escravos vindos da cidade de Luanda.

País africano

República de Angola.

Localizado no sudoeste da África, é banho pelo oceano Atlântico. A origem do país atual é o antigo reino ambundo do Ndongo, que ficava entre os rios Cuanza e Dande e que era governado por soberanos que ostentavam o título “ngola”. Os grupos étnicos mais numerosos da região são os ovimbundos, ambundos, quimbundos e bacongos. As línguas mais faladas são o português, ovimbundo, quimbundo e congo.

Quase metade da população pratica as religiões tradicionais dos povos bantos. Os demais são católicos e protestantes.

Também colônica portuguesa, Angola sempre teve grande proximidade com o Brasil colonial. Entre os séculos 17 e 18, as ligações políticas e econômicas entre os dois países era tão forte que o historiador Jaime Cortesão chamou Angola de “uma província portuguesa do Brasil”.

Sua capital e maior cidade é Luanda, que pode ter dado origem à palavra Aruanda, muito usada na umbanda.

Nação do candomblé

Uma das principais Nações do candomblé. Nela, são cultuados inquices, divindade do povo banto, em vez dos orixás, orixás do povo iorubá.

Toque de atabaque

Um toque para Oxum (na Nação Ketu) ou Dandalunda (Nação Angola).

Galinha d´Angola

Muitas vezes a galinha d´Angola, muito usada em religiões de matriz africana, é chamada simplesmente de “angola”.

Modalidade de capoeira

A modalidade mais tradicional do jogo de capoeira, em oposição à capoeira regional, mais moderna.

Escravo

Na época da escravidão, qualquer escravo embarcado no porto de Luanda era chamado de angola.

Referência

Dicionário da Antiguidade Africana – Nei Lopes – Civilização Brasileira

Enciclopédia Brasileira da Diáspora Africana – Nei Lopes – Selo Negro – Açabá

African Folklore – An Encyclopedia – Philip M. Peek and Kwesi Yankah, Editors – Routledge – New York London

Related verbetes

Candomblé do Alaketu

Previous article

Comments