Garrafada

0

Garrafadas foram sempre um recurso da medicina popular em regiões do país mal servidas pela medicina convencional. Muitas vezes são consideradas panaceias para qualquer mal. Supõe-se que o poder curativo da garrafada venha não apenas dos seus ingredientes, mas também processos espirituais.

Preparadas por um curandeiro, entram em sua composição vegetais (raízes, cascas, folhas, frutos) macerados que, após uma decocção, servem para fazer uma infusão com aguardante ou vinho branco, que é colocada em uma garrafa. Após isso, a garrafa é enterrada ou deixada ao sereno durante um período pré-estabelecido, durante o qual são feitos alguns rituais.

Ao tomar a garrafada, o cliente deve obedecer a algumas proibições (determinados alimentos, sexo etc) e tomar banhos de ervas em dias e horários recomendados pelo curandeiro.

Referência

[eafl id=”3342″ name=”Dicionário do Folclore Brasileiro” text=”Dicionário de Folclore Brasileiro – Luís da Câmara Cascudo – Ediouro”]

Related verbetes

Comments