1.

Eu, eu vi a lua

clarear a rua, a ruaaaaaaaa

Tinha uma garrafa de marafo

para o senhor Bará tomar

passou um homem, olhou e viu

tirou chapéu e me cumprimentou

Será macumba, macumba?

Ou será mandinga de amor?

2.

Se ele é Bará eu não sei

Se é Exu também não

Eu só sei que ele veio de lá

para fazer a proteção

Corre, corre, Pomba Gira

Deixa a gira girar

Corre, corre, Pomba Gira

Exu Bará vem trabalhar

2.

Abre a porta da gira

Deixa a gira girar

São os exus da Quimbanda

Que vêm trabalhar

3.

Portão de ferro

Cadeado de madeira

Exu toma conta

Exu presta conta

Exu fecha a nossa porteira

4.

Exu, Exu Tranca Ruas.

Me abre o terreiro e me fecha rua

Exu, Exu Tranca Ruas.

Me abre o terreiro e me fecha rua

5.

Tem ladeira no caminho

Esta casa tem segurança

Esta porteira tem vigia

Meia noite o galo canta

Variação

Oi na beira do caminho,

Este gongá tem segurança. (bis)

Na porteira tem vigia,

À meia-noite o galo canta. (bis)

6.

Mavile, mavile,

mavile, mavambo,

Recompensuê, rá, rá, rá,

Recompensuá.

É um mavile, mavile,

É um mavile, mavambo. (bis)

Exu Apavenã!

Exu Apavenã! (bis)

Na sua aldeia ele é,

Exu Apavenã.

7.

Cambono segura a curimba,

Que está chegando a hora. (bis)

Saravá toda a encruza,

Exu é quem manda agora. (bis)

8.

Apaga a luz, acenda vela

Que a magia vai começar

Quimbanda sem exu não existe

Quimbanda sem exu não há

Procura com uma vela acesa

Igual a ___________ ninguém vai encontrar

9.

Eu vou, eu vou,

Eu vou mandar chamar meu povo! (bis)

Eu vou mandar chamar meu povo,

Lá nas sete encruzilhadas,

Eu vou mandar chamar meu povo,

Sem Exú não se faz nada! (bis)

10.

Calunga, calunga

Calunga, aruê

Meu povo é da kimbanda

Agora que eu quero ver

11.

Cambono, segura a cantiga

Que está chegando a hora

Saravá toda a encruza

Exu é quem manda agora

12.

O garfo de exu é firme

A capa de exu me rodeia

Já passei na encruzilhada

Vaguei pela madrugada

Exu não bambeia

13.

Cambono, segura a cantiga

Que está chegando a hora

Saravá toda a encruza

Exu é quem manda agora

14.

Ogum, exu pede licença

Pra seu povo arriar (2x)

Mas ele é o Rei dos Feiticeiros

Vem trazendo forças

Pro nosso terreiro (2x)